Como conciliar o Curso de Medicina e os Jogos Olímpicos?

Apesar do elevado grau de exigência e médias para entrar na Universidade, o Curso de Medicina é um dos mais procurados pelos estudantes portugueses. Muitos não se lembram de querer ser outra coisa que não médicos, “está-lhes” no sangue! Seja por influência da mãe ou do avô que também são médicos, ou simplesmente por gosto e vontade pessoal, são inúmeros os estudantes que no Ensino Superior optam pela área da Medicina ou outras intimamente relacionadas com a mesma. Mas tal como todos nós, também eles se interessam por outras atividades e é por isso que hoje vos trazemos um exemplo de esforço e dedicação, para conciliar duas áreas totalmente distintas!

Entrevistado pelo Miguel Nunes (CEO da Blocomed), o Rui Bragança, é Campeão da Europa, Atleta Olímpico de Taekwondo e Aluno do 6º ano de Medicina na Universidade do Minho. Mas como é que ele consegue, perguntam vocês?! É o que vamos descobrir!

COMO CONCILICAR A MEDICINA COM OUTRAS ATIVIDADES?

MIGUEL: Enquanto atleta olímpico, como é que concilias os estudos com os treinos da modalidade desportiva?

RUI: Através de muita organização, dedicação e eficiência. O tempo é escasso por isso tenho de ser eficaz no meu estudo e conseguir estudar em qualquer lado. Penso que esta seja a minha principal arma.

MIGUEL: Inspiras-te em algum Atleta numa situação semelhante?

RUI: Há vários exemplos que me levam a pensar que é possível, tal como a Ana Rente, Pedro Seabra ou o Arnaldo Abrantes e sem dúvida que me dá algum alento saber que eles o conseguiram.

Os treinos intensivos, os cuidados com a alimentação, as horas de descanso e a preparação mental, fazem parte das suas preocupações e rotinas diárias, mas não ficam por aqui! A Medicina também ocupa um lugar muito importante na sua vida!

MIGUEL: Quais são as tuas perspetivas futuras na Área da Medicina? Qual é a especialidade que pretendes escolher?

RUI: Neste momento estaria mais inclinado a escolher Anestesia ou Ortopedia, mas daqui até à escolha tenho noção que muita coisa pode mudar.

UM POUCO DA EXPERIÊNCIA E FEEDBACK DO RUI:

Foi no final do 5º e início do 6º ano de Medicina, que o Rui sentiu maior necessidade de treinar as Técnicas de Sutura, pois o volume de informação (nomeadamente as especialidades) e as temáticas abordadas durante o curso, assim o exigiam. Deste modo, também os tutores se demonstraram mais disponíveis e deram mais oportunidades aos estudantes para pôr em prática os conhecimentos adquiridos previamente. No entanto, face ao elevado número de alunos inscritos nos Cursos de Medicina, nem é fácil esclarecer todas as questões e ajudar cada um em particular.

MIGUEL: Quais são as maiores dificuldades associadas ao treino de sutura?

RUI: Falta de equipamentos e um tutor principalmente.

MIGUEL: Alguma vez suturaste? Quando foi a primeira vez que suturaste? Num simulador ou num doente? Sentias-te preparado?

RUI: A primeira vez que suturei foi num simulador. Apesar de já ter estudado as técnicas a prática é completamente diferente e embora ajude ter estudado previamente, apenas isso não é suficiente para fazer uma boa sutura logo das primeiras vezes.

Foi no final do 5º e início do 6º ano de Medicina, que o Rui sentiu maior necessidade de treinar as Técnicas de Sutura, pois o volume de informação e as temáticas abordadas durante o curso, assim o exigiam. No entanto, face ao elevado número de alunos inscritos nos Cursos de Medicina, nem sempre é fácil para os docentes, esclarecer todas as questões e ajudar cada um em particular.

É aqui que entra a Blocomed!!! 👍

Até participar no nosso Workshop de Pequena Cirurgia em Braga (2016), o Rui nunca tinha suturado e foi aí que o fez pela primeira vez! Apesar de na altura já conhecer as Técnicas de Cirurgia (na vertente teórica), refere que o estudo prévio não é suficiente para realizar uma boa sutura, pois existe alguma distância entre a componente teórica e prática. Assim, considera que o Kit de Cirurgia o ajudou imenso durante todo o processo de aprendizagem ao nível da Sutura, Cirurgia e Nós Manuais e recomenda-o a todos os colegas, estudantes e profissionais de medicina.

Qual é a importância do treino num simulador cirúrgico? (de 0 a 10, sendo 0 nada importante e 10 obrigatório): 10. Sem dúvida alguma.”

MIGUEL: Consideras que o Kit de Cirurgia Blocomed é uma mais-valia para os estudantes e profissionais de medicina (das diferentes áreas)?

RUI: Penso que nos estudantes fará todo o sentido, assim quando chegarem aos estágios hospitalares já estarão mais preparados. Para os profissionais também mas com diferentes objetivos. Seja para experimentar técnicas novas, aperfeiçoar outras ou se por exemplo estão numa área em que as suturas não são necessárias tão frequentemente, não perder a prática.

Por se tratar de uma área tão importante e de elevada responsabilidade, o Rui defende que durante o processo de aprendizagem (especialmente na componente prática), é fulcral a presença de um tutor que esclareça todas as dúvidas e indique da melhor forma como aplicar corretamente as Técnicas de Cirurgia. Bem como, alerta para o facto de os estudantes de medicina tirarem proveito das aulas hospitalares, pois representam o cenário mais próximo da realidade que vivenciarão.

MIGUEL: Qual é o teu conselho para os estudantes que pretendem ir para medicina? E para os teus colegas mais novos?

RUI: Que não é um curso fácil mas que também de impossível não tem nada! Quanto aos meus colegas, que tentem aproveitar bem os estágios hospitalares porque acredito que são a melhor parte do curso.

 

CONSELHOS DO RUI:

- Ler, estudar e manter-se atualizado

- Ser metódico e organizado

- Manter o foco

- Acreditar e lutar (nada é impossível)

- Aproveitar os estágios hospitalares (são a melhor parte do curso)

- Não deixar nada por perguntar

- Treinar, treinar e treinar!

Como vêm é possível conciliar outras atividades com a Medicina, basta que sigam o exemplo do nosso Atleta Olímpico, que para 2017 prevê terminar o Curso de Medicina, fazer o tão temido Exame de Harrison e estrear-se numa Nova Categoria no Taekwondo. Fácil não?! 😉

 

Fotografia de Carlos Pinto

#Blocomed #AchasQueSabesSuturar #KitDeCirurgia #RuiBragança